h1

Estação

2 September 2008

E assim, chegar e partir
São só dois lados da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida

A hora do encontro
É também despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar

(Encontros e Despedidas, Milton Nascimento)

Já dizia o mestre Nascimento. A gente entra e sai da vida das pessoas, as pessoas entram e saem da vida da gente.

Me disseram há muitos anos atrás que a dor da despedida diminui com o tempo, que a gente se acostuma. Já me acostumei a dizer adeus, mas ainda não me acostumei à despedida.

Realmente, o ‘para sempre é sempre por um triz’. Mas quanto tempo afinal dura um tchau? Onde começa o fim?

Advertisements

2 comments

  1. ahh eh verdade… e como dizia meu pai:
    “A saudade é como um barquinho num oceano. Quando você se vê num novo caminho, num novo futuro a seguir e é obrigado a atracar na terra em busca de novos rumos, você vai deixando aquele barquinho, deixando, ele vai se afastando da beira da praia e você vai vendo isso, no início é difícil não sentir saudades de todo seu caminho até aquele lugar, mas o barquinho vai indo, vai indo, até estar quase no horizonte, é quando você não sente mais tanta saudade e vai esquecendo e superando… até que o barquinho desaparece… assim é a saudade, é um barquinho num oceano, nele você guarda todas suas boas lembranças, quando você o abandona, no início quer retornar, mas aos poucos ele vai se afastando e vai sumindo no imensidão azul do mar…”

    :P~

    e quanto ao meu blog… ehuiehuei, sim, creio que não há melhor inspiração do que o amor *-*

    *: minina !


  2. “…me sinto feliz, demais, por ter tido o prazer de conhecer você de um jeito mais profundo e poder guardar comigo tanta lembrança boa a seu respeito. …seu abraço encaixava direitinho no meu, com você eu estava em algum lado, não sei aonde, menos aqui, acho q o relógio ficava de mal comigo e insistia em acelerar, em ir mais rápido, o sorvete ficava até mais gostoso. eu me sentia no melhor lugar que poderia estar, da melhor maneira que poderia me sentir. e eu tenho tanto a agradecer você por isso, por ter feito que estas férias fossem das mais (se não as mais) maravilhosas que já tive, por ter me feito tão bem. …”



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: